Conheça a origem das famosas cucas alemãs em 16/06/2021

Conheça a origem das famosas cucas alemãs

Cuca: da Alemanha para o mundo

Para você, falar em gastronomia alemã é sinônimo de chucrute, joelho de porco e schnitzel? Então preste atenção neste conteúdo que preparamos, vamos contar um pouco mais sobre outra delícia originária da Alemanha que faz muito sucesso entre os brasileiros. A cuca é um doce muito apreciado em nosso país, especialmente nos estados do Sul, onde a cultura alemã tem grande influência.

Similar a um bolo – ou pão doce, como algumas pessoas se referem –, a cuca é conhecida pela sua massa fofinha e adocicada, além de contar com uma deliciosa cobertura de açúcar. Seu nome original, Streuselkuchen ou Blechkuchen, pode ser traduzido para bolo raso de tabuleiro e sugere as características principais desse delicioso quitute. A versão alemã da cuca é conhecida pela estrutura de três camadas: a primeira é uma massa doce feita com farinha, manteiga, açúcar, ovos e fermento, a segunda leva frutas da estação (na Alemanha, usava-se muito damasco, maçã e pêra) ou geleia e, por fim, a terceira tem a famosa farofa crocante de açúcar. Uma delícia!

Doce com sabor de casa de vó

Embora a cuca seja uma iguaria de origem alemã, é possível dizer que ela se tornou um dos doces mais tradicionais também nas casas de nossas avós, principalmente naquelas famílias com ancestrais germânicos. No Brasil, o modo de preparo ganhou algumas adaptações, principalmente em relação à estrutura, por aqui um pouco mais alta e sem a camada de frutas. No entanto, o sabor continua delicioso, representando um dos doces mais populares principalmente entre os moradores do Sul do país. Prova disso são as festas e festivais especialmente dedicados ao doce em algumas cidades de colonização alemã.

De iguaria à doce tradicional no dia a dia

Os historiadores contam que a cuca nasceu na Silésia, uma região histórica localizada entre a Polônia e Alemanha. Posteriormente, foi se difundido entre os países, conquistando muitos paladares principalmente em solo alemão. A chegada ao Brasil remonta ao período da colonização alemã, sendo introduzida como alimento tradicional nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Originalmente, essa era uma iguaria apreciada somente em ocasiões especiais, como o Natal e a Páscoa, pois a farinha era bastante cara na época. Hoje em dia, o doce já se tornou tradicional e costuma ser servido do café da manhã ao lanche da tarde, agradando aos mais diversos paladares. Para quem gosta de incrementar o sabor, servi-la acompanhada de sorvete de creme ou mesmo chantilly batido é uma excelente ideia! Deu água na boca? Então confira as opções de pães doces que a Panifício Mallet preparou e surpreenda o paladar de seus clientes!

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas novidades e lançamentos: Facebook | Instagram